sábado, 22 de janeiro de 2011

Folar de Valpaços (Chaves)

Esta receita é da avózinha.

É tradicional da páscoa (à semelhança do folar do Alentejo - aquele doce com o ovo no centro) embora eu também o coloque na mesa de Natal.

Faz um lanche muito bom e, pode sempre aproveitar-se para mandar uma fatia na lancheira das miúdas para a escola.


Ingredientes:

(Para a massa)
  • 1 Kg de farinha de trigo sem fermento
  • farinha q.b (ajuda na preparação)
  • 8 ovos
  • +/- 150ml de azeite
  • +/- 100g de margarina
  • +/- 30g de fermento de padeiro
  • Sal
(para o recheio)
  • 1 pedaço grande de fiambre (300g ou +)
  • 1 pedaço grande de bacon (500g)
  • 1 chouriço corrente

Preparação:

Num alguidar, coloque a farinha e, abra um buraco no centro.

Entretanto, coloque os ovos aquecer numa panela com água até ficar somente morna.

Num recipiente, deite o azeite, a margarina e uma mãozinha de sal e, leve ao lume até derreter completamente a margarina.

No alguidar, deite (no centro) o fermento de padeiro e desfaça-o com um pouco (não muito) de água tépida.

Junte a gordura (azeite e margarina) que levou ao lume e envolva na farinha.

Vá partindo os ovos para o centro do alguidar e, envolvendo com a farinha. (A minha sugestão é que tenha alguém a ajudar nesta tarefa pois a massa vai pegar-se demasiado às mãos e, torna-se incómodo mas, não é indispensável).

Vá amassando e povilhando com farinha, para que a massa se despegue do alguidar e das suas mãos e, começe a ligar até ficar mais homogénea.

Povilhe uma superfície plana (a mesa por ex, onde já terá colocado um pano de cozinha) com farinha e, bata bem a massa para ajudar no processo de levedura. Quanto mais bater a massa, mais ela crescerá quando for ao forno.

Após concluir este processo, faça o sinal da cruz bem fundo na massa. Ao levedar, a massa irá crescer e, consequentemente, o sinal irá desaparecer permitindo-lhe verificar que a massa atingiu o ponto ideal). - É nesta altura que, a vóvó diz uma reza: "Em nome de S. João, Nosso Senhor te faça pão. Em nome de S. Vicente, Nosso Senhor te acrescente, Em nome da Virgem Maria (acho eu), dois padre nossos e uma avé maria" e depois reza o que apregoou.

Embrulhe a massa num pano e coloque-a para levedar num sítio quente, longe de qualquer corrente de ar. (Eu costumo coloca-la por baixo de umas mantas ou cobertores, como a avózinha ensinou).

Nestas circunstâncias deve demorar cerca de 2 horas a levedar e, pode verificar através do processo que mencionei acima (o desaparecer do sinal da cruz). Não convém é, andar sempre a mexer na massa pois perde o calor e não leveda.

Corte o chouriço às rodelas, o bacon em tiras e, o fiambre em cubos ou tiras grossas.

Pode juntar-lhe outras carnes a seu gosto. A receita original envolve carnes com mais gordura que, aqui em casa dispensamos.

Estenda a massa com a ajuda das mãos ou, se preferir, com o rolo desde que não fique demasiado fina e, recheie com as carnes. Não tenha medo de colocar umas por cima das outras pois a massa irá crescer e preencher os espaços. Ao contrário, se colocar pouca carne, corre o risco de, no final, comer pão com aroma de carne ;)

De seguida, enrole a massa já recheada, tendo o cuidado de lhe ir dando um jeitinho nas extremidades de modo a fecha-la.

Volte a coloca-la para levedar. (Quando estiver "no ponto" devem aparecer uma especíe de bolhinhas em cima).

Leve ao forno bem quente (200ºc) durante cerca de 45m.

Se desejar, pode pincela-la com uma gema de ovo. Eu não costumo faze-lo pois a minha avó também não o fazia mas, há quem prefira.

Uma vez que, a preparação do folar foi ulterior à minha integração nestas lides culinárias, retirei esta imagem Aqui para efeitos de ilustração.


BOM APETITE!

Sem comentários:

Enviar um comentário

A vossa presença neste espaço é importante para mim e, a vossa opinião é valiosa!
Muito obrigado pela visita e, pelo carinho :)